Você está aqui

Sobre Covid-19

 

COVID-19

DEFINIÇÂO:
A COVID-19 é uma doença causada pelo coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS-CoV-2), que apresenta um quadro clínico que varia de infecções assintomáticas a quadros respiratórios graves. De acordo com a OMS, a maioria dos pacientes com COVID-19 (cerca de 80%) podem ser assintomáticos (não apresentar sintomas) e cerca de 20% dos casos podem requerer atendimento hospitalar por apresentarem dificuldade respiratória e, desses casos, aproximadamente 5% podem necessitar de suporte para o tratamento de insuficiência respiratória (suporte ventilatório). (BRASIL, 2020a)

SINAIS E SINTOMAS
A maioria dos pacientes afetados pela COVID-19 sofre de uma doença semelhante a um resfriado comum com sintomas leves a moderados (CHEN, et al, 2020a). Estudo realizado na China avaliou retrospectivamente 1590 pacientes que foram hospitalizados com diagnóstico confirmado: entre os sintomas comuns estavam a FEBRE, TOSSE E ALGUM GRAU DE DISPNEIA; OUTROS SINTOMAS INCLUÍRAM A FADIGA, DOR DE CABEÇA, MIALGIA, NÁUSEA, VÔMITO E DIARREIA (CHEN, et al, 2020b). Ademais, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) tem alertado quanto aos sintomas adicionais ou isolados DANOSMIA (INCAPACIDADE DE SENTIR ODORES), HIPOSMIA (DIMINUIÇÃO DO OLFATO) OU AGEUSIA (PERDA DO SENTIDO DO PALADAR E SEM OBSTRUÇÃO NASAL) que podem cursar naqueles pacientes positivos para COVID-19. (SBCCP, 2020)
Portanto, os sintomas da COVID-19 podem variar de um simples resfriado até uma pneumonia e angústia respiratória grave. O início dos sintomas se dá de 2 a 14 dias após a contaminação, apresentando um tempo médio
de 6 dias (16)

DIFERENÇAS ENTRE COVID-19 E GRIPE, DENGUE E ALERGIAS
CORONAVÍRUS: apresenta febrícula ou febre, tosse seca, falta de ar, fadiga, e, com menor frequência, diarreia e dor de garganta. (UEM, 2020)
DENGUE: apresenta febre alta (>38,5º C), dores musculares intensas, dor atrás dos olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça, manchas vermelhas pelo corpo; em casos mais graves, vômito, prostração, coceira, dor abdominal intensa e sangramento de mucosas. O período de incubação da dengue pode variar de 4 a 10 dias. (UEM, 2020)

TRANSMISSÃO
Com relação à disseminação, de acordo com estudos epidemiológicos e de virologia publicados recentemente, o SARSCoV-2 é TRANSMITIDO PRINCIPALMENTE POR GOTÍCULAS RESPIRATÓRIAS (EXPELIDAS DURANTE A FALA, TOSSE OU ESPIRRO) DE PESSOAS SINTOMÁTICAS PARA OUTRAS PESSOAS QUE ESTÃO EM CONTATO PRÓXIMO, E TAMBÉM PELO CONTATO DIRETO COM PESSOAS INFECTADAS OU
INDIRETO POR MEIO DAS MÃOS, OBJETOS OU SUPERFÍCIES CONTAMINADAS, DE FORMA SEMELHANTE COM QUE OUTROS PATÓGENOS RESPIRATÓRIOS SE ESPALHAM
(BRASIL, 2020b)

      Diante disso, recomenda-se que os pacientes sintomáticos/confirmados com COVID-19 sejam isolados em domicílio ou em hospital (dependendo da
sua gravidade) até que apresentem melhoras e não representem um risco de disseminação para as pessoas suscetíveis (VALERO-CEDEÑO et al, 2020).
A TRANSMISSÃO OCORRE, ASSIM, POR CONTATO PRÓXIMO, SEJA UM APERTO DE MÃO, SEJA PELO TOQUE EM SUPERFÍCIES CONTAMINADAS POR GOTÍCULAS ADVINDAS DE ESPIRRO, TOSSE OU CATARRO. AS EVIDÊNCIAS RATIFICAM QUE TAMBÉM PODE HAVER TRANSMISSÃO POR PESSOAS QUE ESTÃO LEVEMENTE DOENTES OU ASSINTOMÁTICAS. (WU; MCGOOGAN, 2020)

PREVENÇÃO
A única estratégia reconhecida até o momento para prevenir a infecção é evitar a exposição ao vírus. De acordo com o Ministério da Saúde, as recomendações de prevenção à COVID-19 são as seguintes: (BRASIL, 2020b) (VALERO-CEDEÑO et al, 2020)

a) Lavar as mãos constantemente com água e sabão ou com um desinfetante para as mãos à base de álcool 70%, por 20 segundos; e a lavagem das mãos deve ir até a altura dos punhos.
b) Evitar tocar os olhos, o nariz e boca com as mãos não lavadas.
c) Praticar a higiene respiratória (ou seja, cobrir a boca e o nariz com o antebraço ou lenços descartáveis ao tossir ou espirrar, descartando os lenços imediatamente após o uso em uma lixeira fechada, higienizando as mãos em seguida).
d) Evitar contato próximo com as pessoas (ou seja, manter uma distância de pelo menos 2 metros), principalmente de pessoas que apresentem febre, tosse ou espirros.
e) Evitar abraços, beijos e apertos de mãos.
f) Higienizar com frequência o celular e os brinquedos das crianças.
g) Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.
h) Manter os ambientes limpos e bem ventilados.
i) Evitar circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas.
j) Se estiver doente, evitar contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e ficar em casa até melhorar.
k) Dormir bem e ter uma alimentação saudável.
l) Utilizar máscaras caseiras ou artesanais feitas de tecido em situações de saída de sua residência.
m) Evitar o consumo de alimentos crus ou mal cozidos e, ao manusear carne crua ou leite, seguir boas práticas usuais de segurança alimentar.
n) Buscar atendimento médico imediatamente se apresentar febre, tosse e dificuldade respiratória, seguindo as recomendações do MS.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
BRASIL. Sobre a doença 2020a [Available from: https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca.
CHEN N, ZHOU M, DONG X, QU J, GONG F, HAN Y, et al. Epidemiological and clinical characteristics of 99 cases of 2019 novel coronavirus pneumonia in Wuhan, China: a descriptive study. The Lancet. 2020a;395(10223):507-13.
CHEN R, LIANG W, JIANG M, GUAN W, ZHAN C, WANG T, et al. Risk factors of fatal outcome in hospitalized subjects with coronavirus disease 2019 from a nationwide analysis in China. Chest. 2020b:1-10.
SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO – SBCCP. ANOSMIA, HIPOSMIA e AGEUSIA - Sintomas na infecção por COVID-19 2020 [Available from: http://sbccp.org.br/anosmiahiposmia-eageusia-sintomas-na-infeccao-por-co....
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ. Guia de Orientações para Atendimento na Central de Informação. Maringá: UEM; 2020.
BRASIL. CORONAVÍRUS COVID-19. In: Ministério da Saúde, editor. Diretrizes para diagnóstico e tratamento da COVID-19. 3 ed. Brasília: Esplanada dos Ministérios; 2020b. p. 81.
VALERO-CEDEÑO NJ, MINA-ORTIZ JB, VELIZ-CASTRO TI, MERCHÁNVILLAFUERTE KM, PEROZO-MENA AJ. COVID-19: La nueva pandemia con muchas lecciones y nuevos retos. Revisión Narrativa. Kasmera. 2020:1-10.
WU Z, MCGOOGAN JM. Characteristics of and important lessons from the coronavirus disease 2019 (COVID-19) outbreak in China: summary of a report of 72 314 cases from the Chinese Center for Disease Control and Prevention. Jama. 2020;323(13):1239-42.
PARANÁ. Manual de atendimento do bolsista na plataforma Victória Paraná. In: Secretaria da Saúde do Paraná - SESA, editor. Paraná: Fundação Araucária; 2020. p. 1-13.
Organizadores:
Enfª Amanda Holanda Lourenço – COREN/SP 226293
Enfª Joseane Apª. Alvares Simões – COREN/SP 366505

 

 

Desenvolvido por Santa Fé Net