Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Álvaro de Carvalho, terça-feira, 24 de maio de 2022 Telefone (14) 3484-1119

Atendimento Atendimento: De Segunda a Sexta das 8:00 às 17:00 Horas

Terç
24/05
Predomínio de Sol
Máx 27 °C
Min 15 °C
Índice UV
6.0
Quar
25/05
Predomínio de Sol
Máx 27 °C
Min 16 °C
Índice UV
6.0
Quin
26/05
Predomínio de Sol
Máx 27 °C
Min 15 °C
Índice UV
6.0
Sext
27/05
Predomínio de Sol
Máx 28 °C
Min 16 °C
Índice UV
6.0

HISTÓRIA DO MUNICÍPIO

A ORIGEM
O antigo povoado de Santa Cecilia surgiu no espigão divisor de águas dos Rios Peixe e Tibiriçá, na proximidade da confluência dos trilhos da Companhia Paulista de Estrada de Ferro e da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, nas margens da estrada que ligava o então Distrito de Garça a região da Fazenda CHANTEBLED, hoje município de Júlio Mesquita.
Em 1930, a margem da estrada de rodagem, que liga Garça a Júlio Mesquita, ocorreu à chegada do Bandeirante MAMEDE BARRETO hoje considerado o fundador do município.
O senhor Mamede Barreto, com sua índole de desbravador, levou-o de Minas Gerais, sua terra natal, as margens da estrada que ligava a chamada estrada Paulista à Noroeste, onde localizou as margens da estrada, mesmo em condições precárias uma palhoça, onde vendia água, precioso líquido captado a dois quilômetros de seu habitat.

FUNDAÇÃO DO POVOADO
Com a chegada de outros desbravadores, como os senhores: Bento de Abreu Sampaio Vidal, Joaquim de Abreu Sampaio Vidal, João Cajueiro de Souza, Joaquim Álvaro Pereira Leite e Benedito Antônio dos Santos, aventam a ideia para a fundação de um pequeno povoado, denominado IBÉRIA, em homenagem aos imigrantes da Península Ibérica que tiveram um papel importante no desbravamento da região, recuperando posteriormente o nome da padroeira Santa Cecília.

BIOGRAFIA – MAMEDE BARRETO
O senhor Mamede Barreto, mineiro, natural de Frutal, Minas Gerais, nascido em 17 de Agosto de 1904, foi lavrador, e grande desbravador de sertão. Dedicou-se integralmente à fundação desse município, e anos mais tarde, no dia 31 de agosto de 1967,veio a falecer.
Em homenagem ao fundador do município, a via de acesso que liga a cidade de Álvaro de Carvalho a Rodovia SP333, passa a denominar-se Mamede Barreto.

CRIAÇÃO DO DISTRITO
Em 16 de janeiro de1936, conforme o Decreto Lei Estadual nº 2645, o povoado foi elevado à categoria de Distrito de Paz, com a denominação de VILA DE SANTA CECILIA, pertencente ao município de Garça.
Em 25 de abril de1937, através do Decreto Lei Estadual nº 2950, é alterado a denominação do Distrito para ALVARO DE CARVALHO. Movimentos políticos da época já lutavam para a elevação do distrito, a categoria de município.

CRIAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
A luta vitoriosa dos políticos da época se deu no dia 24 de dezembro de1948, através do Decreto Lei Estadual nº 233, que elevava o Distrito de Álvaro de Carvalho, à categoria de Município, desmembrado do município de Garça.
A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em sessão aprova o Projeto de Lei, que foi submetido à sanção do então Governador do Estado, Dr. Adhemar de Barros, que a sancionou, e a fez publicar.
Os Deputados Municipalistas que lutaram por esta causa foram: Bento de Abreu Sampaio Vidal, Antônio Silvio Cunha Bueno, Joviano Alvim e o Deputado Castro Carvalho,
A primeira Administração Pública do município de Álvaro de Carvalho teve a frente do executivo municipal, o Prefeito Dr. José Mauricio Garcia, que tomou posse em 10 de abril de 1949, juntamente com os novos Vereadores, por um mandato de quatro anos.
Em 14 de maio de1965, através da Lei Municipal nº 25, o município de Álvaro de Carvalho passou a comemorar a data de sua Emancipação Politico Administrativa.

ORIGEM DO NOME
A origem do nome do município se deu em homenagem ao grande Estadista e Senador da República ALVARO DE CARVALHO, que muito lutou para a emancipação do município.
O Senador Álvaro de Carvalho teria sido companheiro de exílio político no Estado Novo, na época de Getúlio Vargas, do grande amigo Joaquim de Abreu Sampaio Vidal, que na época era um dos maiores proprietários de terra, onde fundara esta cidade, e deu-lhe o nome que conserva até os dias atuais.

BIOGRAFIA - SENADOR ÁLVARO DE CARVALHO
Nome Completo: ÁLVARO AUGUSTO DA COSTA CARVALHO
Partidos Políticos: Partido Conservador do Império (PCI) – Partido Republicano Federal (PRF) e Partido Republicano Paulista (PRP).
Data de Nascimento: 23 de Setembro de 1865, em Piracicaba.
Principais fatos da vida Administrativa, Parlamentar e outras atividades:
Vereador de São Paulo de 1891/1894
Deputado Estadual de 1896/1897
Deputado Federal de 03/05/1894 a 31/12/1896 e de 03/05/1903 a 23/10/1930
Senador de 1918 a 1923
Álvaro de Carvalho foi Promotor Público em Rio Claro, de 1887 a 1889. Foi Secretário de Relação de São Paulo. Intendente de Finanças de São Paulo. Secretário da Agricultura do Estado no Governo de Campos Salles, no ano de 1896. Foi também Curador de Órfãos do Rio de Janeiro em 1903. Era Membro da Comissão Municipal do Partido Republicano na capital paulista. Renunciou ao mandato para apoiar Francisco Glicério, quando da cisão do Partido Republicano Federal. Foi Deputado Estadual Constituinte de 1891. Foi secretário particular do Prefeito de São Paulo, Dr. Antônio Prado. No Senado, foi membro das Comissões de Constituição, Diplomacia e Tratados.
Após a Revolução Constitucionalista de 1932, foi preso e exilado. Viveu na França e depois na Alemanha, na cidade de BAD-SEM onde veio a falecer, em 25 de Abril de 1933.

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

UFM - 2022

R$ 4,97

Versão do sistema: 2.0.0 - 20/05/2022

Portal atualizado em: 23/05/2022 14:54:00

Prefeitura Municipal de Álvaro de Carvalho - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.